quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Papo de Adega


Por Flávia Medeiros*

Mais um  Ano vai... outro Ano vem....
E estivemos juntos, trocando informações, descobrindo sabores e aromas, desvendando o mundo do vinho, harmonizando, informando! É claro, que não poderia deixar de agradecer a você leitor pela companhia mensal  e pelo feedback costumeiro. Espero compartilhar muitos brindes com vocês em 2015!
Mas, temos as festas de fim de ano para preparar, então, vamos harmonizar isso tudo?
Enquanto esperamos pelo grande dia de reunir a família, amigos e pela retrospectiva dos últimos 365 dias que passaram como um foguete, nesse meio tempo, além dos presentes e da decoração, temos  que pensar na Santa Ceia!

Que tal começar com um Espumante?
Falamos de todos eles em 2014 (Champagne, Cava, Prosecco e claro o  Espumante Nacional tão bem produzido lembram?). Qualquer um deles pode ser uma excelente pedida para o começo da noite, enquanto esperamos todos chegarem, e enquanto vamos “beliscando” aquela mesa irresistível. E no Réveillon, ele é como a cor branca, não pode faltar caro leitor, ele transmite alegria, conquista, sorrisos e o brinde com ele, canaliza todas as  energias positivas dos demais presentes.

O tradicionalíssimo peru de Natal clama por vinhos menos tânicos.
Algumas opções bacanas são tintos produzidos à base de Pinot Noir, Grenache e Carmenère. Se seus convidados preferirem vinho branco, sirva Sauvingnon Blanc ou a Chenin Blanc (fazem bonito viu!). E, se quiser uma ceia mais charmosa e marcante, sirva o vinho rosé! Ele tem todo meu respeito, e posso garantir que existem alguns impecáveis, que se destacam numa mesa como a sua.

Mas nem só de peru vive o Natal.
Se for servir lombo de porco, os tintos podem ser os mesmos sugeridos para o peru, mas considere um branco Chardonnay como uma pedida e tanto para esse prato!
Se a sua opção foi bacalhau ( são versáteis, cada um tem sua receita), Riesling e Pinot Grigio são boas opções. Uma dica pessoal para quem já está na estrada da enofilia a mais tempo é, foquem um pouco nas uvas nativas portuguesas como Touriga Nacional, Trincadeira, Tinta Barroca ou Tinta Roriz, não há o que temer.
Mais aí, para “piorar” a situação e detonar sua dieta, lá vêm eles....

Os Doces!
Tradicionais rabanadas ( assadas, fritas, recheadas), passando pelas frutas frescas ou secas (castanhas , damascos e amêndoas), e pela torta de nozes, o vinho do Porto fecha a noite de Natal com muita harmonia, como tem que ser.
E o tradicional Panetone?
Eles surgem de todos os lugares! Se prefere o de frutas cristalizadas, então deve ir direto para os espumantes de Moscatel. Mas se a pedida for por um de chocolate, vinhos do Porto Ruby são as melhores escolhas!


Então um brinde! Espero ter contribuído para que sua Ceia seja impecável, e fico feliz em poder fazer parte desse momento tão pessoal de cada um. Desejo Boas Festas e um Próspero Ano Novo a todos! Que 2015 seja um ano de Saúde, Prosperidade e de muita Paz! Em Janeiro agente se vê, se Deus quiser! 

____________________________________________________________________
(*) Flávia Medeiros
Consultora em vinhos e com especialização na área. No Brasil é uma das poucas profissionais que conta com a certificação Wine & Spirit Education Trust – Level 2. Contato: chateaumedeiros@hotmail.com 


2 comentários: