segunda-feira, 2 de junho de 2014

Papo de Adega: Chegamos em Junho! O mês do ano que promete!

             
                      Os vinhos de Merlot a melhor maneira de contentar sua alma sensível. (Divulgação)

por Flávia Medeiros*

Festa Junina, Copa do Mundo e, claro, Dia dos Namorados.
Nesta data, 12 de junho, dia de celebração ao amor e a vida, por certo haverá um vinho especifico para cada tipo de enamorado.
Assim, os Apaixonados, os Audaciosos, os Indomáveis e os  Selvagens,  todos eles têm em comum a paridade absoluta com os vinhos de Cabernet Sauvignon.
Exprime os vinhos dessa casta, sua personalidade não somente pela cor (vermelho profundo e provocante), pelos aromas (especiarias, frutas vermelhas, trufas e chocolate) e pelas sensações gustativas, onde melhor expressa sua natureza primitiva – taninos densos de grande personalidade e presença.
Os Sensuais se identificam com os vinhos de Pinot Noir, por se caracterizarem em ser extremamente suaves, frescos, frutados, de muito bom bouquet, com uma acidez que os faz bastante vivos e persistentes ao paladar, sem ser agressivos. Eles são capazes de fazer de um homem um poeta, e de um poeta um amante.
Os Românticos têm nos vinhos de Merlot a melhor maneira de contentar sua alma sensível. Expressam os dessa casta, um caráter indômito, porém de maneira mais elegante e sutil. Menos tânicos, no entanto, mais amáveis e carnudos, de maturidade precoce e baixa acidez, os Merlot condizem, como um fogo que  arde sem queimar.
Seja com vinhos de Cabernet Sauvignon, de Pinot Noir, de Merlot, ou de outras castas como Syrah, Malbec, Tempranillo, Sangiovese, Cabernet Franc ou outras mais, o importante é que os juramentos dos namorados cheguem aos ouvidos dos deuses. Se não de todos, pelo menos aos do Cupido.
Só que o mês continua, a data romântica se vai mas, temos a Copa no Brasil. E claro, temos o Vinho da Copa. A Vinícola Lídio Carraro da Serra Gaúcha, elaborou um branco com o frescor do nosso país, cheio de tropicalismo e aromas de frutas amarelas, como abacaxi e maracujá. E um tinto com um time de 11 uvas, na qual você é o juiz da partida.
O resultado final, será decidido por você consumidor, pode ser com prorrogação ou penalidade máxima, o que importa é participar do jogo sem medo de atacar uma garrafa e partir para a vitória!
Boa degustação!

(*) Flávia Medeiros

Consultora em vinhos e com especialização na área. No Brasil é uma das poucas profissionais que conta com a certificação Wine & Spirit Education Trust – Level 2. Contato: chateaumedeiros@hotmail.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário