quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Shakes do bem


Os shakes caseiros são mais indicados pela maioria dos nutricionistas


por Bianca Struccchi


Pela corrida da redução de peso, muitos recorrem a vários artifícios milagrosos sem orientação adequada. Quem nunca ouviu falar em shakes ou até já experimentou algum momento?! Além de gostosos, muitas vezes eles são apontados como estratégia da perda de peso tão sonhada. Isso por que, quando o assunto é shake, a maioria das pessoas logo pensa nas opções industrializadas – que, de forma geral, são vendidas com a proposta de substituir uma das principais refeições (café da manhã, almoço ou jantar).
Mas será que esta é uma medida saudável?! Não é de hoje que muitos profissionais da área da saúde criticam o consumo desse tipo de shake industrializado. Em contrapartida, outro tipo de shake é muito indicado pela maioria dos profissionais e ganha cada vez mais atenção das pessoas que se preocupam com a saúde: os shakes caseiros, preparados com alimentos extremamente saudáveis e que, juntos, oferecem uma grande variedade de nutrientes ao organismo.
É fato que, seguindo boas orientações de um nutricionista, é possível fazer shakes deliciosos e saudáveis em casa. Mas será que eles podem substituir uma refeição? Esta é a principal dúvida quando o assunto é shake.
 Os shakes (preparados ou escolhidos sob orientação) são boas opções para substituir lanches intermediários ou, em último caso, situações esporádicas onde não exista tempo para realizar uma das principais refeições.

Os shakes industrializados são mesmo vilões?
Existe uma grande variedade de shakes no mercado. E a qualidade nutricional de cada um vai depender dos ingredientes de sua composição. O primeiro ingrediente da lista é o que está em maior quantidade no produto.
Alguns shakes do mercado apresentam um desequilíbrio entre a quantidade dos nutrientes essenciais como o carboidrato, proteína e gordura, e muitos não contem vitaminas e minerais adequados, e contem também adição de aditivos químicos como corantes, conservantes, adoçantes, que não trazem benefícios a saúde. Por esse motivo o consumo de shakes tanto industrializados quanto os caseiros deve ser feito principalmente com a orientação de um profissional, nutricionista no caso.

Shakes caseiros
Os shakes caseiros são mais indicados pela maioria dos nutricionistas, pois é possível preparar com alimentos in natura, ricos naturalmente em vitaminas e minerais. Outra vantagem é que podemos variar o tipo de ingredientes e conseguimos ter maior variedade de nutrientes e sabores, o grande vilão nesse caso é o tempo. Lembrando que sempre é importante a orientação de um profissional nutricionista no preparo dos shakes, para que haja o fortalecimento adequado de nutrientes. É essencial ter um acompanhamento nutricional com cardápio equilibrado em todas as refeições, adequando o shake com a alimentação do dia a dia, levando sempre em conta suas particularidades e objetivos.

Segue abaixo receitas de shakes caseiros:

Shake caseiro misto
1 pera
4 morangos
2 colheres (sopa) de aveia em flocos
200 ml de iogurte natural desnatado
1 castanha do Pará
½ colher (sopa) de folhas de hortelã
1 sachê de adoçante em pó
Shake caseiro de frutas
1 copo de leite de soja light
½ banana
¼ de mamão papaia
½ maçã
1 colher (sobremesa) de linhaça
1 colher (sopa) de aveia em flocos
½ colher sobremesa de mel

Shake caseiro emagrecedor
200 ml de leite desnatado
1 maçã com casca
1 colher (chá) de grão de chia
1 colher (chá) de farelo de aveia
1 colher (chá) rasa de linhaça
adoçante à gosto


(*)Nutricionista e consultora

Nenhum comentário:

Postar um comentário