quinta-feira, 4 de maio de 2017

Profissão Chef entrevista: Joanna Menescal

Uma chef em busca de novas experiências gastronômicas

Carioca de nascimento e petropolitana de coração, a Chef Joanna Menescal desde muito pequena gostava de ficar na cozinha com a avó, que sempre a estimulou a conhecer os alimentos. Em suas lembranças, contou que brincava de fazer comidinhas para seus bichinhos e que os familiares se reuniam com grande alegria para o preparo dos pratos nas mais diversas ocasiões. Quando completou 18 anos, antes de ingressar na Faculdade de Gastronomia pela Universidade Estácio de Sá (Rio), pensou em cursar nutrição, mas a vontade de cozinhar falou mais alto. “Hoje não consigo me imaginar fazendo outra coisa”, conta a chef de 27 anos que em sua trajetória estagiou na Confeitaria Colombo, no Restaurante do Hotel Tèrezé (Santa Tereza) e com o banqueteiro carioca Ecio Cordeiro de Mello.
Em 2011 voltou a residir em Petrópolis, seu primeiro emprego como chef foi no Duetto’s Café e Bistrô (Museu Imperial), onde por quatro anos esteve no comando da cozinha e na elaboração do cardápio. “Tenho um carinho especial por esse trabalho”, conta.
Mas para uma sagitariana com ascendente em sagitário, o que não falta é o espírito empreendedor e a vontade de criar. Assim, unindo o útil ao agradável, surgiu a idéia de abrir seu próprio negócio e trabalhar com o que mais ama fazer e comer: brownie! A empresa que leva seu nome já completou um ano e só neste período vendeu cerca de 30 mil brownies. E, para  alegria fãs, ela não pára de inventar. O produto cuja receita foi totalmente desenvolvida por ela é artesanal e gourmet, os sabores se dividem em chocolate branco (Avalanche Oreo), Nutella, KitKat, Kinder Ovo, Doce de Leite (Twix), Chocolate Trufado com Nozes, Ferrero Roche (Ferrero Love)... e está ela sempre às voltas com uma nova criação. Impossível saber qual o brownie mais gostoso!
E por que faz tanto sucesso? A resposta é simples. “O segredo são os ingredientes de boa
qualidade como, por exemplo, o chocolate belga que eu não abro mão”, revela.
O brownie Chef Joanna Menescal, cujo principal meio de divulgação é a mídia social e o boca a boca, já chegou a ter 30 pontos de vendas na cidade e conta com dois distribuidores: um no Rio de Janeiro e outro em Niterói. “Na Páscoa deste ano cheguei a enviar brownie por Sedex para Minas Gerais, São Paulo e Goiás. Foi uma surpresa pra mim, não esperava”, orgulha-se.
Atualmente Joanna divide o tempo entre sua empresa e a Casa Pellegrini, restaurante onde presta consultoria de domingo a quinta. “Eu sentia falta de cozinhar e a proposta deles era totalmente diferente do que eu já tinha feito, então aceitei o desafio. Minha carga horária é bem extensa, às vezes ultrapassa 16 horas de trabalho, mas como amo o que faço não cogito parar”, finaliza. Agora você conhece mais sobre a chef Joanna Menescal.

Qual a maior qualidade que um (a) chef deve ter – Organização e criatividade
Quem o (a) influenciou na profissão: Minha avó Yrles
Um (a) chef de cuisine que admira – Roberta Sudbrack
O prato que mais gosta de preparar – Frutos do mar com mandioquinha. Gosto de comida com sabor forte. E, nas horas de correria, um bom miojo! (risos)
Prato que gosta de comer em um restaurante e qual restaurante – Tagliatelle de pupunha com atum semi grelhado, do Zuka (Leblon /Rio)
Comida afetiva – Feijão caseiro
Prato preferido – Caldeirada de Frutos do Mar
Sobremesa – Brownie! (risos)
O que não comeria jamais – Fígado
Um desafio: A criação do Hambúrguer de Costela da Casa Pellegrini
Ingrediente que não pode faltar na sua cozinha: alho e cebola
Qual o ingrediente que para você ‘salva’ qualquer prato? Queijo ou creme de leite fresco ajudam bastante
Qual o seu tempero preferido: Pimenta
Sal ou açúcar: Açúcar
Browniers são... Especiais
Quem você gostaria degustasse um de seus brownies? Chef Jacan (Master Chef)
Um filme inesquecível que fala de comida – 100 passos de um sonho
Livro de cabeceira – Os Segredos da Mente Milionária
Um escritor (a) – Chef Gordon Ramsay
A palavra mais bonita na gastronomia Mis en place
E a mais feia? Desorganização
Um sonho: Colocar a mochila nas costas e sair pelo mundo em busca de novas experiências gastronômicas.
Roteiro gastronômico – Comida di Buteco, no Rio de Janeiro. Indico o Bode Cheiroso, Noo Cachaçaria e o Mani & Oca que tem bolinho de aipim com costela bovina e queijo manteiga acompanhado de molho de uisque e vinagrete de pimenta, perfeito!
Que mensagem deixaria para quem deseja se tornar chef: Coragem, porque é uma entrega. Você tem que dedicar a maior parte do seu dia para a profissão. Até nos momentos mais tranquilos você tem que estar focada em pesquisas, leituras e aperfeiçoamento.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário