segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Por que comemos panetone no Natal?

Panetone de frutas e chocotone Padaria Sul América (2242-3156)

O Natal vem se aproximando e com isso a vontade de comer panetone aumenta! Mas você já parou pra pensar como surgiu essa receita?
A única certeza sobre o queridinho do Natal é que ele nasceu na Itália: não existe um registro oficial da criação da iguaria, e sua história é rodeada por lendas! Uma das mais populares é a de que a primeira receita teria sido feita em uma padaria de Milão, em meados do século XV.
Conta-se que um jovem confeiteiro chamado Toni se apaixonou pela filha do padeiro.
Como o pai da moça não via o romance com bons olhos, o rapaz elaborou uma receita de pão doce com frutas cristalizadas para agradá-lo. E não é que deu certo? O padeiro começou a comercializar a invenção e os clientes passaram a pedir pelo“pane di Toni”. Com o tempo, a palavra evoluiu para “panattón” (vocábulo milanês), e depois para “panetone”.
Ao longo do tempo, a receita foi ficando mais parecida com a que conhecemos hoje, e no fim do século XVIII o panetone já possuía o formato circular, com as frutas espalhadas na massa.
Hoje existem muitas variações da receita original, como o famoso chocotone, ou os feitos com nozes, castanhas, amêndoas e até sorvete. Confira algumas dessas delícias que separamos para você se deliciar! Acima, foto do panetone com o Papai Noel é da La Dulce Confetteria: (24) 2246-6874/ (24)99908-3907.

Panetone Panificação Dona Laura (2237-2673), Paranetone sem glúten, 
da Farinha do Bem (98801-2280) e Panetone de Bacalhau da Pasto
 com Amore di Daniela Varanda (98846-9926)















Nenhum comentário:

Postar um comentário