terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Meu Carnaval regado a vinho!


O importante é escolher com propriedade o que você quer degustar no dias de folia. (Divulgação)

por Flávia Medeiros*
Tudo bem! Sei que a maioria dos brasileiros são cervejeiros sim e que a caipirinha não pode faltar no carnaval, mas os vinhos também são ótimas opções nessa época. Por isso quero dar algumas dicas diferentes para passar o feriado em grande estilo, sem se enganar e trocar nomes! Isso mesmo, é uma data de muita folia e brincadeira onde “trocar nomes” pode ser uma aventura pouco aprazível!
Para não levar gato por lebre, cuidado ao escolher seu vinho pelo nome da uva “enofoliões”. Elas também podem fazer pegadinhas. E nessa época de folia, é melhor escolher o vinho certo para brincar na taça, isso evita decepções não só na aquisição, mas também na degustação.

Vejam algumas castas que podem confundir você:

Moscatel, Muscadelle ou Muscadet :
Não é a mesma coisa. Enquanto Moscatel e Muscadelle são nomes de uvas, diferentes entre si, Muscadet é o nome de um vinho de denominação de origem do Vale do Loire.

Verdelho e Verdejo:
São nomes tão parecidos... Mas não são sinônimos! Verdelho é uma uva portuguesa muito utilizada para a produção do fortificado vinho da Madeira, Verdejo é uma uva que teve sua origem no norte da África e acabou se adaptando muito bem na Espanha, onde é responsável por vinhos frescos e frutados.

E Alvarinho e Albariño, então?
 Esses são sinônimos, sim. Alvarinho é o nome utilizado em Portugal, e Albariño, na Espanha. Mas a cepa é a mesma.

Syrah, Shiraz e Petite Sirah?
Nesse caso, os dois primeiros nomes são sinônimos que se referem à mesma uva. Enquanto Syrah é o nome francês, Shiraz é o australiano.
Já a Petit Sirah não tem nada a ver com essa história... É uma outra uva!

Agora, umas rapidinhas: 
Grenache e Garnacha? Mesma uva.
Carignan e Cariñena? Mesma uva.
Pinot Noir, Pinot Blanc, Pinot Gris e Pinot Meunier? Tudo diferente...

E chega de confusão! Mas não chega de vinho...
Por isso, independente da garrafa que você levará para folia, o importante é escolher com propriedade o que você quer degustar, beber com moderação, e estar ciente de que nem tudo o que parece é!
Então, nos vemos na avenida! Bom Carnaval enofoliões!

(*) Flávia Medeiros
Consultora em vinhos e com especialização na área. No Brasil é uma das poucas profissionais que conta com a certificação Wine & Spirit Education Trust – Level 2. Contato: chateaumedeiros@hotmail.com 



Nenhum comentário:

Postar um comentário