segunda-feira, 10 de março de 2014

Papo de Adega: As mulheres também são grandes consumidores do vinho.

“O mundo do vinho tem sexo definido e continua a ser predominantemente masculino, pelo menos quando comparamos o número de profissionais que trabalham no setor.”
A coluna do mês da mulher, mostrará como o mundo da enologia vem ganhando requinte e sensibilidade feminina! (Por Flávia Medeiros)
É uma afirmação que nos dias de hoje é muito questionada! A cada ano, este panorama sofre positivas modificações.
Quando o assunto é consumo e decisão de compra, as estatísticas invertem-se e mostram a predominância feminina. 
De fato, nos últimos anos, vários estudos têm mostrado a forte influência da mulher nas compras domésticas.
Segundo pesquisas  inglesas, oito em cada dez garrafas de vinho são compradas por mulheres.
Apesar do estudo ter sido feito com consumidores ingleses, ele revela hábitos da maioria dos países desenvolvidos e em desenvolvimento, que é o caso do Brasil.
Se até há pouco tempo vinhos “mais docinhos”, eram considerados os prediletos das senhoras, atualmente o mercado encara o público feminino com outro olhar. Várias pesquisas indicam que as mulheres, além de grandes consumidoras, são também responsáveis pela escolha do vinho, até porque, regra geral, quem define o jantar e organiza as compras é a mulher, o que torna natural que esta também escolha o vinho que irá harmonizar com o prato. 
Uma cena que também tem se tornado cada vez mais comum é vermos mulheres escolhendo o vinho nos restaurantes e é com segurança que, muitas vezes, presenteamos alguém com um bom rótulo. Tenho ainda notado que nos últimos  anos a procura feminina pelos cursos de vinho tem aumentado significativamente. São mulheres de todas as idades, solteiras e casadas, que buscam nos cursos mais básicos ou até mais avançados, conhecimento para poder fazer uma boa escolha no momento da compra e também para desfrutá-lo com mais prazer e técnica.
Na verdade, a conquista de espaço no mercado de trabalho e o poder de influência crescente da mulher na decisão de compra têm levado várias empresas a desenvolver uma série de produtos e serviços direcionados para este público. As mulheres estão, mais do que nunca, interessadas em consumir produtos que agreguem cultura, e o vinho deixou de ser meramente mais uma bebida alcoólica, e sim um estilo de vida, um modo de encarar o mundo atual num novo patamar sócio-cultural. O vinho também é visto como uma bebida mais saudável que as demais bebidas alcoólicas, como a, vodka ou cerveja, por exemplo. Em geral, a mulher gosta de experimentar novos rótulos, de diversas origens, castas diferentes, sempre receptiva a novos lançamentos.
Mas não se esqueçam  que,  a Pinot Noir é a rainha tinta de Borgonha ( por tamanha elegância, leveza e aroma) e a Champagne (com seus reflexos dourados e suas envolventes borbulhas) sempre será associado a sensualidade de mulher, além de ser o queridinho delas! 
Parabéns a todas nós por tantas conquistas!
Meu brinde é para todas vocês!
(*) Coluna escrita por Flávia Medeiros – sommèlier e proprietária da empresa Château Medeiros 

Nenhum comentário:

Postar um comentário