sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Notícia do blog: Cachaças recebem selo de indicação geográfica



As cachaças merecedoras do título receberão um selo garantindo a sua origem e qualidade, dessa forma, agregando valor ao produto e protegendo o consumidor

Após quase três anos de espera, os produtores de cachaça da cidade de Salinas em Minas Gerais, podem comemorar uma grande vitória, o recebimento do selo de Indicação Geográfica para a cachaça de Salinas em 17 de Julho de 2012. O selo é certificado pelo INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial, e tem o objetivo de evitar que produtos de origem de outras regiões sejam vendidos como as originais cachaças salinenses, além de garantir a excelente procedência do produto.
Faz parte desse grupo especial a Cachaça Seleta, que há mais de 40 anos, traz para a vida do povo brasileiro um gostinho de história e regionalidade. Descoberta ao acaso por escravos que observaram que a espuma das garapas jogada nas cocheiras deixava os animais revigorados, aliados à técnica de destilação aplicada pelos senhores de engenho, essa bebida tornou-se um ícone nacional, conhecido e reconhecido mundialmente. Com a conquista do selo, a cachaça ganha valor e parte para uma concorrência mercadológica justa, otimizando a exportação do produto que adquire status e reconhecimento como produto diferenciado. Muda-se a visão da cachaça como mais uma bebida destilada genérica para um artigo a ser apreciado por sentidos como olfato, paladar e visão, abrindo portas para a inserção nos Estados Unidos e Europa.
Salinas é conhecida mundialmente como a Capital da Cachaça, e é a única cidade brasileira que abriga o curso Tecnólogo em Produção de Cachaça. Foi a segunda região do Brasil a receber o reconhecimento oficial do INPI como indicação de procedência da cachaça, após Paraty, RJ.
“A medida servirá para valorizar a cachaça de Salinas no mercado interno e externo, aumentando o potencial de exportação da cachaça”,afirma o presidente da APACS, Nivaldo Gonçalves Neto.
Para Antonio Rodrigues, fundador e presidente da Cachaça Seleta, "essa medida vai fortalecer o mercado de cachaça, promover o desenvolvimento sustentável aos produtores de Salinas - MG. O selo vem comprovar que o produto é genuíno e traz características diferenciadas, encontradas somente nessa região”, declara.
Agora os apreciadores e admiradores desse primor brasileiro podem ficar tranquilos, afinal a verdadeira Cachaça Seleta, Boazinha e Saliboavirão com o selo que garante a procedência e qualidade que só a verdadeira Seleta pode oferecer.
A Seleta produz, hoje, três das mais prestigiadas marcas de cachaça do Brasil: Seleta, Boazinha e Saliboa. Todas desenvolvidas na fábrica localizada na cidade de Salinas, a Capital Mundial da Cachaça.

Conheça os produtos:
Seleta - Como o próprio nome diz, é feita a partir de canas rigorosamente selecionadas. Envelhecida em tonéis de umburana, planta conhecida por suas características curativas e digestivas, a Seleta tem uma grande suavidade e um sabor potente que a tornam perfeita como digestivo. Produzida na fazenda Engenho dos Rodrigues. Graduação alcoólica 42%. Garrafas transparentes de 670ml (R$29) e garrafas de 670ml de porcelana (R$39).

Boazinha - Seu nome provém do hábito de seus consumidores de sempre pedirem “aquela boazinha”, no tempo em que ainda era vendida a granel. Os tonéis de envelhecimento de bálsamo conferem à Boazinha uma grande suavidade Graduação Alcoólica 42%. Garrafas transparentes de 670ml (R$29) e  garrafas de porcelana de 670ml (R$39).

Saliboa -Envelhecida em tonéis feitos de ipê-amarelo, árvore símbolo do Brasil, a Saliboa possui uma coloração amarelo-pálido.É a caçula e a mais perfumada das cachaças Seleta. Graduação Alcoólica 45,5% Garrafas de 600ml (R$29).

Saiba mais através do site www.cachacaseleta.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário